PTT-RADIO
                                                  Rio de Janeiro, Brasil

     
by: PY1IB

InícioPágina de Entrada no Site
PTT-RADIO
ArtigosNovo Artigo Conhecendo as Baterias, arquivo em pdf com 27 páginas
BlogsAcesse a Área de Blogs DownloadFaça o Download de Programas e Questões de Provas EventosPróximos Encontros FotosFotos de Eventos & Galeria de Fotos GridSaiba o seu Grid Locator LabresPágina para Acesso a Todas as Labres do Brasil
----------------------------
Labre RJ - Av Treze de Maio, 13 20º andar sala 2013, Centro
Tel 2215-3027
LegislaçãoCódigos e Principais Leis, Normas e Resoluções Relativas ao Radioamadorismo LinksPrincipais Links Relacionados ao "Hobby" QSLÚltimos Cartões QSLs Recebidos pela Estação PY1IB QuantosQuantos Radioamadores Somos no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro RepetidorasRelação das Repetidoras em Funcionamento no Estado do Rio de Janeiro SimuladoQuestões das Matérias da Prova de Acesso ao COER, Simulado Online WebmailTela de Acesso ao Webmail do PTT-RADIO/GMail AnatelAcesse o Site da ANATEL
---------------------------
Praça XV de Novembro, 20
9 e 10 andar - Centro
CEP 20010-010 Rio de Janeiro, RJ
Tel 21 2105-1850
Xavier 21 2105-1878
Novo tel para reclamações 1331
RenerAcesse o Site da RENER - Rede Nacional de Emergência de Radioamadores ContatoAs Colaborações são Bem-Vindas. Envie-nos um e-mail

 

PTT-RADIO e a Informação Correta

 

  • 14/07/2016 - Qual é a Diferença entre Mandato e Mandado
    "Mandato" significa "procuração", poder político outorgado pelo povo a uma pessoa, delegação.
    Ex.: O presidente não chegou a cumprir seu segundo mandato.
    "Mandado" significa "ato de mandar, ordem escrita, emanada de autoridade judicial ou administrativa, remetido, enviado, imcumbência".
    Ex.: Por que não cumpriram os mandados da diretoria?

  • 18/01/2014 - Código Fonético
    Código Fonético - A ignorância do radioamador, como de todo o povo brasileiro é por todos nós conhecida. Temos sempre muito a aprender, a evoluir. Ocorre que o brasileiro "empaca". Não lê, não aprende e não evolui. Tem radioamador cascudo que nunca leu a antiga Norma 31/94, o seu apêndice 11 que fala sobre os códigos reconhecidos em comunicações.
    Para o código fonético internacional, cito aqui o PA - , onde a acentuação é na segunda sílaba. E 99% dos RAs usam a acentuação na primeira sílaba. Além de muitos falarem - PI (devem se referir ao pai do Felix). Devem assistir novela da Globo.
    Neste mesmo anexo tem a informação que em comunicados entre brasileiros pode-se usar nomes de peças eletrônicas ou nome de países. Aí vem a ignorância. Usa-se América, Londres, Paris. Desde quando isso é país. Outra coisa, a mania do RA de misturar peça eletrônica com hortifrutigranjeiro, país, capital. PU1TAL (PRACA, URUBÚ, UM, TOMATE, AMÉRICA, LONDRES. É este mesmo povo que elege e reelege estes ladrões e corruptos que governam nosso país.

  • 18/09/2013 - Efeito Doppler
    O Efeito Doppler é observado nas ondas quando emitidas ou refletidas por um objeto que está em movimento com relação ao observador. Foi-lhe atribuído este nome em homenagem a Johann Christian Andreas Doppler, que o descreveu teoricamente pela primeira vez em 1842. A primeira comprovação foi obtida pelo cientista Buys Ballot, em 1845, numa experiência em que uma locomotiva puxava um vagão com vários trompetistas.

             

    Este efeito é percebido claramente no som (que é um tipo de onda mecânica) quando uma ambulância em alta velocidade passa por nós, percebemos que o tom, em relação ao emitido, fica mais agudo durante a sua aproximação, idêntico no momento da passagem e grave quando a ambulância começa a se afastar do observador. Graças também ao conhecimento deste efeito podemos determinar a velocidade e a direção do movimento de muitas estrelas, uma vez que a luz também se propaga em ondas.
    Em ondas eletromagnéticas, este mesmo fenômeno foi descoberto de maneira independente, em 1848, pelo francês Hippolyte Fizeau. Por este motivo, o efeito Doppler também é chamado efeito Doppler-Fizeau.

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    Para quem ainda não entendeu: Ao se aproximar da fonte, a frequência aumenta, e ao se afastar ela diminui. Não havendo movimento entre a fonte e o observador, a frequência é a mesma.

  • 15/01/2012 - Aspectos Operacionais e Éticos
    Tem pessoas que operam o rádio e não respeitam nada, principalmente o Art. 35 da Res. nº 449/2006 que regula o Serviço de Radioamador. O Art.35 veda o uso de palavras obcenas e ofensivas. E o que mais se vê, principalmente no VHF, são os Xerifes e os Falsos Moralistas ofendendo, falando sobre os outros e ofendendo em alto e bom som. São radioamadores que mais se parecem com Milicianos que querem impor a sua ordem através de ilegalidades. Na verdade passam a ser tão bandidos quanto os bandidos e passíveis de punição de acordo com a Legislação vigente. Pena que neste País "o crime compensa" e a impunidade é uma realidade.

  • 28/11/2011 - Resistência, Reatância e Indutância
    A oposição que uma corrente elétrica sofre ao cruzar um resistor é chamada de resistência. Para o indutor e capacitor dizemos reatância. Impedância seria a soma dos efeitos de resistência mais reatância, ou seja, impedância é a oposição total que a corrente sofre ao atravessar um circuito, sendo medida em Ohm - representada pela letra grega ômega Ω. Dizemos ressonância quando a reatância é nula, restando apenas a resistência. Isto ocorre quando a reatância indutiva é igual a reatância capacitiva (Zl = Zc), pois eles tem sinais opostos. Finalizando, e sem mostrar graficamente e matematicamente, em um resistor a tensão e corrente estão em fase. Quando a tensão é máxima a corrente também o é. Entretanto no indutor e no capacitor, existe defasagem entre a tensão e a corrente. No indutor a tensão é adiantada 90º (graus) em relação a corrente. E no capacitor é a corrente que está adiantada 90º (graus) em relação a tensão.

  • 17/05/2011 - Bandas WARC em HF, o que é isso?
    Bandas WARC - World Administrative Radio Conference, em HF. O que é isso? São 3 porções do espectro de HF, usados pelos radioamadores. Em 30 metros - 10.100 a 10.150 MHz, 17 metros - 18.068 a 18.168 MHz e 12 metros - 24.890 a 24.990 MHz. São chamadas de bandas WARC, já que em 1979 na tal conferência, essas 3 bandas foram alocadas para os radioamadores e no início de 1980 foram liberadas para uso.
    Na maior parte do mundo, a banda de 30 metros não pode ser usado para fonia, somente para CW, exceto em situações de emergência. O EUA limita seus  radioamadores, a operarem com o máximo de 200 watts de potência PEP nesta banda. Clique aqui para acessar o Anexo da Resolução 452/2006, da ANATEL e veja a Tabela I e II - páginas 2 e 3, que determina quem pode falar nestas bandas. E no Anexo B, a partir da página 11, você verá, por faixa, o modo de serviço permitido para cada uma.

  • 12/02/2010 - Sol de Brigadeiro ou Céu de Brigadeiro?
    Dias muito claros, sem nuvens e com céu azul. Aí o colega aperta o PTT e fala que lá na região dele está um SOL DE BRIGADEIRO. Até parece que o brigadeiro voa no sol. Ele voa no espaço e não no sol. Este lugar é chamado de céu. Então falamos que está um CÉU DE BRIGADEIRO. O Brigadeiro, voa em céu azul, sem vento, nuvens e chuva. Afinal ele está no topo da hierarquia militar, e não vai se submeter à condições adversas. Deixa isso com os seus subalternos. Da mesma forma falamos MAR DE ALMIRANTE, referindo-se ao mar calmo, sem tempestade, fácil de navegar. Quem é que não gosta de uma moleza!

  • 02/02/2010 - Charque, charco ou shack?
    Muita gente se refere ao local onde está instalada a sua estação de radioamador como CHARQUE. Claro que está errado. Charque é a carne bovina, salgada e seca ao ar. Também ouvimos ... "Está muito quente aqui no CHARCO. Piorou, porque aí o companheiro estaria dentro da lama, do brejo ou do atoleiro. A palavra correta é SHACK (pronuncia-se XÁK), palavra que na lingua inglesa traduz-se como cabana, barracão. Este sim é o quarto, ou o canto onde instalamos nossos rádios, onde fazemos os nossos contatos e as vezes temos uma bancada para fazermos as nossas soldas e montagens. Portanto, radioamador, se ligue, e fale corretamente.

  • 13/01/2010 - Colaboração Recebida do Leo PY1LJ:
    1) Não existe QSO ponta-a-ponta e sim ponto-a-ponto. Inexiste esse raciocínio de ponta da Antena "falar"/"enxergar" com a ponta de outra Antena. A comunicação será sempre entre 2 pontos geográficos que possuem Latitudes e Longitudes distintos. Se preferir: Estação A, no local A, estabelece um contato com a Estação B, no local B. Mesmo que as Antenas estejam a milímetros de distância ("Dois corpos jamais poderão ocupar um mesmo lugar no espaço") sempre serão dois pontos (e não pontas) distintos.
    2) O Indicativo de Chamada é da Estação e não do Operador, sendo que sufixo seriam as letras APÓS o nº e prefixo as letras ANTES do número. O número se refere à Região do País. Para você, que é um cara esclarecido, pode soar meio que esdrúxulo essa coisa de querer explicar o que é sufixo e prefixo. A bem da verdade os Radioamadores tupiniquins se confundem totalmente quando uma Estação estrangeira solicita "Only your sufix", por exemplo. Cansei de escutar isso aí. E tome da brazucada ficar repetindo, repetindo, repetindo todo o indicativo de chamada. Enche o saco dos caras que de amadores não tem é nada. "Time is money" and propagation.
    3) Quando uma Estação está chamando: CQ DX, CQ DX, CQ DX (geralmente no idioma Inglês) é por que objetiva fazer DX. Se chamou em outro idioma é por que não quer estabelecer contatos nacionais.  Se não quer fazer DX, chama geral, ou seja, chamar geral é uma coisa, chamar para DX é outra. Quem chama geral chama no seu idioma.

  • 22/12/2009 - Indicativo de chamada de estação e o radioamador operador são coisas completamente distintas. O radioamador não precisa ter estação e assim sendo é obrigado a declinar o indicativo da estação usada. Neste exemplo:
    O radioamador portador de COER está operando uma estação de um clube,  associação ou amigo, então ele deve se apresentador como FULANO, operando a estação fixa PY1xxx.
    Seguindo o mesmo raciocínio, o radioamador que tem uma estação licenciada deverá se identificar como fulano, operando a sua estação móvel PY1zzz.
    O terceiro caso é de um radioamador que tenha estação licenciada e está em determinado momento operando a estação de um clube, uma associação ou de um colega. Esta operação deverá ser identificada como FULANO, indicativo da sua estação poderá ser citado, mas deverá citar que está operando a estação fixa de BELTRANO, PY1www. Esta operação é limitada às faixas de freqüências, tipos de emissão e potência atribuídas à classe de menor grau, seja do radioamador visitante ou da estação visitada (art. 38 Anexo Res. 449/2006).

  • 16/12/2009 - Como parte do povo brasileiro, nós radioamadores temos deficiência de informação e instrução. A partir de hoje, iremos esclarecer alguns pontos que são espalhados pelas frequências erradamente. Quem discordar da informação apresentada, ótimo, fique com a sua. Começaremos com o FISTEL que muita gente quer pagar. FISTEL não se paga. FISTEL é o seu número de cadastro na ANATEL. Assim como CPF é o seu número no cadasto do Ministério da Fazenda. O que se paga anualmente é a TFF - Taxa de Fiscalização de Funcionamento. A apuração se dá a cada dia 31 de dezembro e o vencimento é no dia 31 de março. Desde o ano de 2009 a TFF cujo valor era 50% da TFI passou para 45% e os 5% foram direcionados para a CFRP - Contribuição para Fomento da Radiodifusão Pública. Então os vencimentos já foram citados, aí vão os valores:
    TFF Estação Fixa: R$15,08
    TFF Estação Móvel: R$12,08
    TFF Estação Repetidora: R$15,08
    CFRP Estação Fixa: R$1,68
    CFRP Estação Móvel: R$1,34
    CFRP Estação Repetidora: R$1,68

 

 

 




Consulta Indicativo
Anatel
QRZ
HamCall

©  PY1IB  Rio de Janeiro - 2016